banner

Destaques

Novos Agentes Penitenciários do RN denunciam condições de trabalho impostas pelo Secretário de Justiça do Governo Robson



- NOTA -

Na manhã desta sexta-feira (16/02), O SINDASP/RN recebeu com profunda preocupação a denúncia realizada por diversos Agentes Penitenciários do Estado do Rio Grande do Norte que noticiaram as duras condições de trabalho impostas pelo atual Secretário de Justiça e Cidadania do Governo Robson Farias e que por essa razão vem a público para informar que se solidariza com a atual situação desgastante pela qual vem passando os novos Agentes Penitenciários recém-empossados.

O SINDASP/RN, esclarece porém, que vem trabalhando na tentativa de solucionar esse impasse junto ao secretário de Justiça e Cidadania desde o início de janeiro de 2018, quando se reuniu para pôr em pratica a escala de plantão 24 x 72 além de exigir o cumprimento do acordo coletivo ainda em vigor firmado com o próprio governo e assinado pela Casa Civil, OAB, e secretários de administração e de justiça e que vem sendo unilateralmente descumprido pelo atual titular da SEJUC sem o devido e respaldo legal e conhecimento da lei.

O SINDASP/RN, informa ainda, que diante das inúmeras tentativas em vão e não obtendo a resposta desejada para a categoria, acionou o setor jurídico do sindicato para promover medidas judiciais cabíveis na 1° Vara da Fazenda Pública onde aguarda por decisão que venha a determinar o cumprimento do acordo.

O SINDASP/RN, conclui, que vai continuar trabalhando para minimizar ao máximo os efeitos danosos causados contra a categoria e reafirma o compromisso de lutar por melhores condições de trabalho e sempre em defesa dos interesses da sociedade.


Natal, 16 de janeiro de 2018


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Integra da Denúncia:

População do Rio Grande do Norte, venho através desta falar um pouco da nossa rotina diária no que diz respeito ao nosso trabalho que não está em escala de plantão como é o certo. Existe um motivo para que o agente penitenciário trabalhe em escala de plantão:  Para que se mantenha com saúde mental e que haja descanso físico e diminua a exposição aos riscos iminentes dentro do sistema prisional. E o que está acontecendo é que o secretário da SEJUC está obrigando aos recém-empossados a trabalharem em expediente durante 9 horas corridas sem intervalos e direito a descanso. Muitos dos agentes são de outros estados e estão arcando com aluguel e transporte mesmo com previsão de recebimento de salário para abril. O motivo pelo qual muitos escolheram este concurso foi a escala de plantão. O que vejo todos os dias quando vou trabalhar é o cansaço e a insatisfação de ser explorado em uma das profissões mais perigosas do mundo sem o direito de reclamar e sendo intimidado a todo momento. Ouço agentes que deixaram sua família em outros estados na busca de sua estabilidade e que está por provocar a instabilidade emocional dos novos Agepens.



Tecnologia do Blogger.