banner

Sindasp-RN luta para que Cadeia Pública de Ceará-Mirim se chame Dinorá Simas


O Sindasp-RN tem feito gestão junto ao Poder Executivo e ao Poder Legislativo para que a Cadeia Pública de Ceará-Mirim receba o nome da agente penitenciária Dinorá Simas Lima Deodato.

Na semana passada, o Governo do Estado, atendendo solicitação do Sindasp-RN, enviou Projeto de Lei à Assembleia Legislativa submetendo a proposição à aprovação pelos parlamentares.

"Essa será uma homenagem mais que justa a uma mulher guerreira, de fibra e coragem. A agente Dinorá Simas deixou um legado para o Sistema Penitenciário e isso precisa ser reconhecido. Por isso, o Sindasp-RN fez esse trabalho junto ao Governo para que o nome dela pudesse ser posto na Cadeia Pública de Ceará-Mirim", comenta Vilma Batista, presidente do Sindicato.

Símbolo da presença feminina no Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, Dinorá Simas Lima Deodato ingressou no serviço público estadual por meio de concurso público em 2002, junto com mais 104 mulheres aprovadas.

Dinorá Simas foi vice-diretora do Complexo Penitenciário João Chaves, quando esteve à frente da ala feminina do complexo, em 2011, e também foi Diretora Penitenciária de Alcaçuz, maior unidade prisional do Rio Grande do Norte, em 2012. Além disso, assumiu a direção da Cadeia Pública de Natal, em 2015.

Sobre a atuação no Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, o trabalho como agente de segurança foi sua paixão. Firme e ao mesmo tempo simpática, ela atuou com mão de ferro contra o crime sem dispensar a feminilidade na função.

Tecnologia do Blogger.