banner

Sindasp-RN acompanha julgamento dos assassinos do Agente Penitenciário Ronilson


O Sindasp-RN esteve em Mossoró, nesta segunda-feira (1º), para acompanhar de perto o julgamento dos assassinos do Agente Penitenciário Ronilson Alves de Silva. Ele foi morto covardemente em junho de 2013, em decorrência do seu trabalho como operador do Sistema Penitenciário.

"A Diretoria do Sindasp-RN, juntamente com os Agentes de Mossoró e região foram apoiar a família do companheiro Ronilson. Sabemos que a Justiça foi feita, embora isso não traga nosso irmão de volta, pois o luto não tem validade. Mesmo assim, é um alento para os familiares e para toda a categoria saber que o crime não ficou impune", comenta Vilma Batista, presidente do Sindicato.

Os acusados do assassinato Francisco Carlos Alves Bezerra Júnior e Maxmiliano de Lima Silva pegaram 25 anos de condenação cada um. Vilma Batista afirma que a pena deveria  ter sido maior. "No nosso entendimento, as penas deveriam ter sido maiores devido ao ato covarde, a brutalidade empregada no homicídio e por ser Ronilson um servidor público que atuava na Segurança Pública".

O Agente Penitenciário Ronilson foi morto a tiros dentro do seu próprio carro, um veículo tipo Corsa Hatch, no dia 25 de junho de 2013, na cidade de Mossoró.

"Nosso maior conforto é saber que a Justiça de Deus é implacável e não falha. Por isso, o Sindasp-RN esteve presente nesse momento tão difícil para os familiares para demonstrar a solidariedade de toda a categoria", finaliza.

Tecnologia do Blogger.