Contraste:

banner

Sindasp-RN acompanha reunião no Gabinete Civil sobre salários dos servidores; ato é marcado para o dia 23


O Sindasp-RN esteve no Gabinete Civil do Governo do Estado, nesta quarta-feira (3), para acompanhar reunião sobre os salários dos servidores. O Sindicato, assim como as demais entidades, cobram uma definição do calendário de pagamento das folhas que estão em aberto. As entidades marcaram um ato público para o dia 23 de abril.

O chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, alegou que não existe ainda uma definição das datas para entrada de recursos extraordinários e, por isso, não é possível prevê quando o pagamento do passivo será feito.

Ele, no entanto, confirmou o calendário de pagamento do mês de abril, garantido o pagamento integral dos servidores da Segurança para o dia 15, incluindo os Agentes Penitenciários.


"Nós acompanhamos a reunião do Fórum de Servidores, que aconteceu pela manhã, bem como uma dos sindicatos e associações da Segurança, durante a tarde. Em ambas, o Governo mais uma vez alegou que depende da concretização das transações financeiras para entrada de recursos extraordinários e só então começará a pagar os atrasados em ordem cronológica", afirma a presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista.

Durante as reuniões, ficou definido que as entidades vão indicar nomes para a criação de uma comissão especial que será responsável por fazer uma análise detalhada das contas do Estado, e fazer acompanhamento de como o dinheiro está sendo empregado.

A expectativa é que com a antecipação dos royalties e da venda da folha sejam quitados o restante do 13º de 2017, novembro 2018 e pelo menos o 13º de 2018 em sua totalidade. Em paralelo, o Governo espera cessão onerosa por parte da União para garantir os recursos necessários para quitar o restante do passivo. Essa cessão onerosa depende de aprovação do Congresso.


Os servidores da Segurança também solicitaram o agendamento de uma reunião com a governadora Fátima Bezerra. O secretário ficou de marcar para depois da Semana Santa.

Para cobrar esse encontro, os representantes das entidades decidiram organizar um Ato Público Unificado para o próximo dia 23.

"A gente espera que a governadora, enquanto chefe maior do Executivo, apresente o cronograma definido de pagamento das folhas em atraso, bem como o calendário dos meses restantes de 2019", afirma Vilma Batista.


Tecnologia do Blogger.